Notícia

GAMA FAZ BOM JOGO, MAS CLÁSSICO É SUSPENSO APÓS BRIGAS

Foto: Douglas Oliveira/ SEG

#sejasócio

A Sociedade Esportiva do Gama protagonizou um clássico disputado e acirrado com o Brasiliense, no estádio Bezerrão, na tarde deste domingo (12), pela 9ª rodada do Campeonato Candango. Até aos 40 do segundo tempo, o alviverde empatava em 1 a 1. Roberto Pitio colocou o Gama na frente, mas Reinaldo empatou. Porém, já no fim do jogo, cenas lamentáveis tomaram conta do duelo. Primeiro, uma confusão entre jogadores e comissão técnica, logo depois, entre as torcidas, forçaram a suspensão do clássico.






O JOGO

O Mais Querido do DF começou pressionando. Logo aos 3 minutos, Baiano cobrou escanteio e Pedrão cabeceou para fora. Quatro minutos depois, Felipe Assis recuperou a bola no meio de campo e arriscou um belo chute, que obrigou o goleiro adversário a fazer grande defesa. Antes dos 10 minutos, Alvinho e Everton Cezar ainda arriscaram e levaram perigo.

A pressão inicial diminuiu, mas o Gama continuou melhor em campo. Até o fim da primeira etapa, Baiano ainda arriscou dois chutes de longe, mas errou o alvo. No setor defensivo, o time mostrou segurança e Maringá fez duas boas intervenções, quando foi exigido.



 


Na volta do intervalo, as principais emoções também se concentraram no início. Aos 4 minutos, falta para o Gama na entrada da área. Baiano rolou e Roberto Pitio finalizou forte, rasteiro e no canto, sem chances para o goleiro, fazendo explodir em alegria o Bezerrão. Foi o quinto gol de Pitio, artilheiro do Gama e do Candangão.

Porém na sequência, aos 8, após escanteio, Reinaldo empatou o jogo.

Após o gol sofrido, o Gama voltou a atacar com intensidade, buscando voltar a frente do placar. Aos 18, Dudu Gago fez boa jogada e por pouco não encontrou Roberto Pitio na área. No minuto seguinte, Baiano tentou o gol olímpico duas vezes, mas ficou no quase.

Aos 21, a melhor oportunidade. Em outra falta próxima da meia-lua da área, Baiano fez bela cobrança, mas a bola certou o pé da trave. Quem também passou perto de marcar foi Roberto Pitio, que desviou de cabeça cruzamento de Everton Cezar. No entanto, a bola passou à esquerda do gol.


CONFUSÃO E SUSPENSÃO

Foi então que, aos 40 do segundo tempo, após uma entrada maldosa de um jogador do Brasiliense sobre o lateral Dudu Gago, iniciou-se uma confusão entre os jogadores, inclusive com a participação de membros das comissões técnicas e atletas que estavam no banco.

Após alguns minutos, torcedores de ambos os times invadiram o gramado e iniciaram um confronto ainda maior. Cerca de 10 minutos depois, o árbitro optou por suspender a partida.

Segundo a comissão de arbitragem, o árbitro Almir Camargo deverá entregar a súmula e o relatório do jogo nesta segunda-feira (13). No documento, ele deve informar os jogadores expulsos na confusão.

O artilheiro Roberto Pitio divide a alegria pelo gol no clássico com a decepção pelas cenas de violência presenciadas no Bezerrão. “Fico feliz pelo gol, mas acho lamentável o que aconteceu dentro de campo. Perdemos o controle depois da agressão covarde ao Dudu Gago. Agora é esquecer o que aconteceu. Já passou. Foi ruim para todos os lados. Acabamos estragando o espetáculo. E esquecer. Temos uma partida importante contra o Paracatu na próxima rodada, um jogo difícil, contra uma equipe qualificada, que temos de entrar focados. Não é essa briga que irá nos abalar”, comentou o artilheiro Pitio.



 


O Diretor de Futebol do Gama, Paulo Araújo, revelou quais as próximas ações a serem tomadas pela equipe. “Primeiro, o resultado do jogo será o que ficou: 1 a 1. Segundo, temos que esperar até amanhã. Ver o relatório do árbitro para que possamos de alguma forma elaborar uma defesa do ocorrido”.

Paulo lamentou os incidentes ocorridos. “Ficamos tristes, sabemos o que é trabalhar todos os dias para um clássico como esse, uma partida importante, não só para o campeonato, como para o futebol do Distrito Federal. Infelizmente, essa não é a primeira vez que isso acontece no futebol. Mas, graças à Deus, dos males, os menores. Não tivemos grandes consequências nem dentro, nem fora de campo. E espero que isso sirva de lição para os próximos jogos”, concluiu.

O Diretor, assim como toda a Sociedade Esportiva do Gama repudiam as lamentáveis cenas de violência ocorridas no clássico deste domingo.





FICHA TÉCNICA

GAMA 1 x 1 Brasiliense | 9ª rodada Campeonato Candango

Bezerrão - 12/03, 16h

Gama: Maringá; Dudu Gago, Pedrão, Bronzatti, Felipe Assis; Eduardo, Everton Cezar (Jéferson Paulista), Baiano, Michel Pires, Alvinho (Paulinho Fernandes) e Roberto Pitio. Téc.: Reinaldo Gueldini

Brasiliense: Pereira; Patrick, Preto Costa, Welton Felipe, Mário Henrique; Lucas Zen, Aldo, Souza, Reinaldo; Luquinhas e Nunes.  Téc. : Rafael Toledo

Público pagante: 6.834

Cortesia: 277

Sócio-torcedor: 136

Gratuidade: 600

Renda: R$ 85.100,00





RESPOSTA DA FEDERAÇÃO

NOTA DA FEDERAÇÃO DE FUTEBOL DO DISTRITO FEDERAL - FFDF - SOBRE OS ACONTECIMENTOS DO JOGO GAMA X BRASILIENSE NO ESTÁDIO BEZERRÃO, NA TARDE DESTE DIMINGO (12)

A FFDF, vem a público esclarecer que irá aguardar a súmula da partida, mais o relato do delegado, para, juntamente com o Tribunal de Justiça Desportiva do Distrito Federal (TJD-DF), analisar os fatos e punir todos os responsáveis pelo ocorrido.

 

 



Assessoria de Comunicação
Sociedade Esportiva do Gama

VOLTAR