Notícia

GAMA EMPATA E TERMINA PRIMEIRA FASE EM 3º. PARACATU É O ADVERSÁRIO DAS QUARTAS DE FINAL

Foto: Douglas Oliveira/ SEG

#sejasócio

A Sociedade Esportiva do Gama ficou no empate por 2 a 2 contra o Real, em jogo válido pela rodada de fechamento da primeira fase do Campeonato Candango 2017. A partida que aconteceu na tarde deste sábado (01), no Estádio Nacional Mané Garrincha, teve grande atuação do meia Gordo, autor dos dois gols gamenses. Com o placar, o Mais Querido do DF terminou em terceiro e enfrentará o Paracatu (6º colocado) nas quartas de final do torneio. Pela melhor campanha, o alviverde decidirá o confronto em seus domínios.






O JOGO

O Gama começou a partida da melhor forma possível: fazendo gol. Com menos de um minuto, Dudu Gago roubou a bola e serviu Gordo que abriu o placar: Gama 1 a 0.

A vantagem conquistada de forma tão precoce deu tranquilidade ao time. Porém, o Real tentou crescer no jogo e conseguiu o empate logo aos 18 minutos. Após finalização na trave da meta defendida por Maringá, Léo Santos pegou o rebote e empatou: 1 a 1.

A partir dos 30 minutos, o Mais Querido voltou a ter mais domínio do jogo e em outra bela jogada de Gordo, marcou seu segundo gol aos 34.  Ainda na intermediária de ataque, o meia recebeu boa enfiada de bola, passou pelo zagueiro, avançou e finalizou na saída do goleiro: Gamão 2 a 1.

Na sequência do segundo gol, quase saiu o terceiro. Após desarme no meio campo, Dudu Gago avançou e tocou para Potita. Já dentro da área, ele finalizou forte, mas o goleiro do Real fez grande defesa, espalmando para escanteio.

Porém, o Mais Querido teve novamente pouco tempo para comemorar a vantagem. Aos 40, Léo Santos converteu pênalti para o Real e empatou o jogo: 2 a 2.






Já a segunda etapa começou com equilíbrio. A primeira chance foi do Real, mas Maringá apareceu bem para defender. O Gama respondeu aos 15, com Felipe Assis pegando de primeira o rebote da zaga e mandando a bola próxima do gol. E chegou ainda mais perto aos 17, quando, após um bate rebate dentro da área, Bruno finalizou encobrindo o goleiro. A bola bateu no travessão e, na sequência, foi afastada pela defesa do Real.

Atrás da vitória, o auxiliar-técnico Johnes Santos (comandou em campo a equipe devido à suspensão do técnico Reinaldo Gueldini) promoveu as três mudanças na equipe até os 30 minutos da segunda etapa e tornou a equipe mais ofensiva. O resultado foram mais algumas chances de gol até o fim do jogo.

Aos 39, Paulinho finalizou cruzado, mas mandou à esquerda do gol. Porém a melhor oportunidade de gol viria a seguir. Aos 43, em falta na meia direita, Jéferson Paulista bateu direto, surpreendendo o goleiro. A bola o encobriu e bateu na trave. E assim terminou a partida.





Presente na escalação titular nos últimos jogos, o meia Gordo foi o destaque pelo lado alviverde. O atleta aprovou sua participação na partida. “Foi uma partida boa. Não só eu como outros que vinham sem jogar estavam com muita vontade de fazer um bom jogo e assim pude ajudar meus companheiros com dois gols”.

Ele também falou sobre seu crescimento ao longo do torneio. “Esperei e minha hora chegou. Espero manter a regularidade nos próximos jogos”, resumiu. “Nosso treinador e nós, jogadores, nos cobramos muito. E acho que fui premiado hoje pela luta que estamos tendo. Acredito que somos merecedores. Então independente de quem jogar, eu tenho certeza que fará um bom jogo”, conclui Gordo.

O zagueiro Bronzatti, que participou de todos os jogos da equipe, avaliou o desempenho da equipe na primeira fase do Candangão. “Foi um desempenho bom. Começamos bem o campeonato. O que nos prejudicou foi a briga (no clássico), que nos tirou vários jogadores e perdemos o mando de campo. Perdemos apenas um jogo. Portanto acho que fizemos uma boa primeira fase. Porém, agora é um outro campeonato que começa. Serão jogos difíceis nas quartas e nas semifinais até chegar no nosso objetivo que é garantir a vaga e depois mais dois jogos para sermos campeões”.

Bronzatti também avaliou o oponente da próxima fase, o Paracatu. “É um adversário difícil. Já jogamos lá. Vimos a qualidade do adversário. É um dos mais qualificados dos quais jogamos. E trabalhar. Vamos estudar o adversário e nos preparar porque será uma pedreira”, disse o atleta.



 FICHA TÉCNICA

Gama 2 x 2 Real | Campeonato Brasiliense - 11ª rodada

Mané Garrincha – 01/04, 15h30

GAMA: Maringá; Dudu Gago, Pedrão, Bronzatti, Felipe Assis; Eduardo, Everton Cezar (Paulinho Fernandes), Kaká, Gordo (Jéferson Paulista); Potita (Bruno) e Roberto Pitio. Técnico: (auxiliar) Johnes

Santos

REAL: Léo Rodrigues; Dedê, Vitor Hugo, Hyago, Tom; Pedro Ayub, Gláuber, Jorginho, Willian; Léo Santos e Santos. Técnico: Luís Carlos Souza

Cartões amarelos: Pedrão e Dudu Gago


Público pagante: 471

Público presente: 725

Renda: R$ 7.199,00



Assessoria de Comunicação
Sociedade Esportiva do Gama

VOLTAR