Andrei Alba chega ao Gama e se diz motivado: "Sei da grandeza do clube"

26/01/2020

O elenco do Gama para a temporada de 2020 segue crescendo. Após as chegadas de Wanderson e Marcos, o alviverde trouxe um dos grandes destaques do Candangão de 2019, que chegou a “rivalizar” com Tarta na briga pelo posto de grande nome da competição. Autor de um golaço contra o Gama no primeiro jogo da semifinal, Andrei Alba já se apresentou e é o novo reforço do clube para o ano.

Em um bate-papo descontraído, o meio campista falou sobre sua chegada ao Gama, companheiros de equipe e da torcida alviverde, a maior força das arquibancadas do Distrito Federal. Objetivo nas respostas, Alba não esconde a alegria em defender o maior campeão da capital: “Estou feliz e, acima de tudo, motivado. Aceitei o desafio por saber da grandeza do clube e pela qualidade dos jogadores que aqui estão. Vou buscar meu espaço e trabalhar cada dia, me dedicando ao máximo”, explica.

Alba também chega sabendo da sua responsabilidade. O Gama foi campeão estadual em 2019 e chega nesta temporada com o objetivo de chegar à Série C do Campeonato Brasileiro: “Chego em um grupo que vai brigar pelo bi campeonato do DF e, tenho certeza, pelo acesso à Série C também. A torcida tem uma grande expectativa sobre mim pelo fato do campeonato passado que fiz e isso só aumenta a minha responsabilidade. Tenho ambição de deixar meu nome marcado na história do clube com títulos”, mira Andrei.

Temporada

O meio campista é jovem, mas no alto de seus 25 anos, Andrei Alba já coleciona uma boa rodagem que lhe rende uma importantíssima experiência para disputar as competições nacionais pelo Gama. Revelado pela Chapecoense-SC, Alba já passou por Concórdia-SC, Marcílio Dias-SC e Operário-MS, antes de aterrissar no DF para defender Real Brasília e Sobradinho.

Por ter jogado em três estados, Alba sabe da qualidade dos adversários que podem despontar no caminho do Gama. E para o atleta, o alviverde tem que estar focado no acesso, pois tecnicamente, o grupo tem a qualidade necessária para alcançar os objetivos: “O Gama tem jogadores com rodagem em competições nacionais, acho que isso ajuda muito em certo momento. Uma equipe com a grandeza do Gama merece novamente voltar a estar no cenário nacional. Tenho certeza que, com o elenco que o clube tem hoje, pode pensar grande na Série D”, comenta o atleta.

E para ir bem durante a temporada, Alba não vê mistério. Na visão do jogador, a equipe não pode dar passos maiores que as pernas: “Nas competições nacionais temos que ir passo a passo. Tudo tem sua hora e o foco agora é o estadual. Aos poucos a gente vai construindo uma equipe vitoriosa, competitiva e isso vai inflamando ao longo das outras competições”. Além disso, ele explica que o elo com a torcida fortalecerá o clube: “O Gama tem sua identidade com a torcida, sua tradição e creio que se focarmos nesses valores de identidade do clube, somarmos com a força que a torcida passa para dentro do campo, as coisas irão acontecer”, pondera.

Dupla com Tarta

Na última edição do Candangão, os dois postulantes à melhor jogador da competição eram Andrei Alba e Tarta, que acabou ficando com o prêmio. Com a chegada de Alba ao elenco, uma possível dupla com o camisa 8 se desenha no imaginário da torcida. Sobre essa parceria, Alba diz que se sente honrado: “Eu fico muito feliz de poder estar ao lado dele. Quero aproveitar o tempo que puder pra pegar coisas positivas que se encaixem ainda mais com a minha característica”, comenta.

Mas Alba não esconde seu empenho. Ele diz que vai dar tudo de si para encontrar seu espaço no grupo e não hesita em exaltar a qualidade de todos que o compõem: “Tarta é um grande jogador assim como uma grande pessoa, mas eu vou procurar meu espaço. Muitos nos apontaram como referência da posição no ano passado, mas todos que estão ali (no elenco alviverde) merecem o respeito de serem lembrados pela boa campanha que fizeram. Quem tem a ganhar com isso é o Gama, por ter excelentes jogadores na posição, que vão brigar com lealdade pelo seu espaço”, explica o atleta.

Torcida e estreia

O jogador não esconde a admiração pela torcida. No sábado (25), o Gama estreou com goleada diante do Taguatinga e, mesmo sob chuva durante toda a partida, a torcida alviverde fez a festa nas arquibancadas. E Alba sabe da força dos torcedores gamenses. Por isso, ele não deixa de lembrar das boas vindas que recebeu nas redes sociais: “Agradeço pelo carinho de muitos que me mandaram mensagem nas redes sociais. Podem esperar um atleta dedicado ao máximo, sei da grandeza da camisa que estou vestindo. Vamos trabalhar, trabalhar e trabalhar para colher coisas boas nesse ano tão importante para o clube e mais importante ainda para o torcedor”, pondera.

Na primeira rodada, Alba não estreou. A expectativa fica por conta de que o meio campista apresente seu futebol diante do Sobradinho, pela segunda rodada do Candangão neste domingo (02), no Estádio Augustinho Lima. Quanto à sua estreia, ele prefere manter o respeito pelo trabalho do grupo: “Eu cheguei agora e respeito o trabalho que o professor Vilson tem feito desde a apresentação. Ainda preciso me adaptar para ir então em busca do meu espaço. Agora o foco é trabalhar para isso”, finaliza o atleta.

 

Por Departamento de Comunicação