Gama busca empate, mas é eliminado nos pênaltis e dá adeus a copinha

12/01/2020

Na tarde deste sábado (11), o Gama foi a Indaiatuba-SP enfrentar o Tupi-MG pela segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Jr. O alviverde, que vinha de classificação heroica na primeira fase, saiu atrás no placar, ainda no primeiro tempo. Mas o gol de Lucas Silveira no segundo tempo deu novo gás ao clube da capital, que manteve o empate até o apito final, levando a disputa aos pênaltis.

Nas cobranças de penalidades máximas, o Gama saiu ganhando, quando Marcos defendeu a primeira cobrança do time mineiro. Contudo, Daniel e Vitor Sales acabaram vendo suas cobranças serem defendidas pelo goleiro adversário e o Tupi superou o alviverde por 6 x 5. Apesar da eliminação, a campanha fica marcada como a melhor do Gama na história da competição, que nunca havia passado da primeira fase.

Primeiro tempo

O Gama, que havia disputado uma partida intensa há apenas dois antes do duelo diante do Tupi, sentiu o peso da fadiga acumulada e levou certo tempo para encaixar o esquema de jogo ideal para levar perigo aos mineiros. Os adversários aproveitaram para tentar incomodar o goleiro Marcos.

Aos 5’, uma bola foi levantada na área de defesa do Gama. Lucas Silveira desviou e a bola acabou indo contra o gol alviverde. Marcos saltou e fez uma excelente defesa para evitar o gol mineiro. Cinco minutos depois o Tupi armou um bom contra-ataque, mas a recomposição defensiva do Gama foi mais rápida e Jonas desarmou o adversário.

Com 15 minutos registrados no placar, a primeira chegada de perigo do Gama. Lila roubou uma bola na intermediária, correu com ela e passou por dois, invadindo a área. Na finalização, mais um defensor se aproximou e o chute não saiu tão forte e o goleiro acabou defendendo.

À essa altura o Gama já conseguia igualar as ações e o volume de jogo e buscava meios de furar o bom esquema defensivo de Tupi. Mas os mineiros chegaram ao gol. Antes, Marcos fez nova defesa ao pular no segundo andar e evitar que a bola chutada por Max da intermediária estufasse as redes.

Contudo, aos 33’, o goleiro não pôde evitar o pior. Bola cruzada na área, rasteira, e Patrick, de frente para o gol, só precisou empurar a bola. 1 x 0.

A melhore chance alviverde antes do segundo tempo foi na falta cobrada por Pedrinho, que acabou saindo pela esquerda do goleiro mineiro. Poucos minutos depois, o árbitro apitou o fim da primeira etapa.

Gama empata e a decisão vai aos pênaltis

O segundo tempo foi de poucas oportunidades se comparado ao primeiro. O Tupi preferiu fechar seu esquema de jogo e tentar dificultar os ataques do Gama. E deu certo até determinado momento, mas com o passar do tempo, o alviverde passou a incomodar o goleiro adversário, principalmente nos 15 minutos finais.

Aos 21’, nova grande defesa de Marcos. Uma blitz mineira dentro da área gamense resultou em um chute de bate pronto à queima-roupa, mas o arqueiro alviverde defendeu com maestria e novamente evitou o gol adversário.

Com 25 minutos registrados, uma falta foi marcada para o alviverde na intermediária. Muriel levantou-a na área e Lucas Silveira ficou desmarcado para cabecear e marcar o gol de empate: 1 x 1.

Antes do segundo tempo acabar, ainda deu tempo de Marcos fazer outra grande defesa. Um chute diagonal, quase dentro da pequena área não foi o suficiente para passar pela guarda-metas e a bola acabou indo para escanteio. Três minuto de acréscimos depois, o árbitro apontou o centro de campo e a partida teve de ser decidida nas penalidades.

Pênaltis

A disputa começou esperançosa para o Gama, já que Marcos defendeu a primeira cobrança do Tupi. E o Gama permaneceu na frente por um bom tempo. Muriel, Jonas, Lila e Fernando converteram suas cobranças e Daniel foi para a última bola do jogo, com a classificação em seus pés. O atacante não bateu bem, contudo, e o goleiro evitou o gol alviverde.

Nas alternadas, Lucas Silveira converteu mais um e, no fim, Vitor Sales também desperdiçou sua cobrança e o Tupi comemorou a vitória por 6 x 5.

O resultado eliminou o Gama e o alviverde se despediu da competição. Apesar do revés, a campanha fica marcada como a primeira em que o alviverde avançou à fase mata-mata na história.

 

TUPI 1 (6) x (5) 1 GAMA

Copa São Paulo de Futebol Jr – Segunda Fase
11/01/2020 – 15h
Estádio Ítalo Mário Limongi – Indaiatuba-SP
Árbitro: Paulo Santiago Medeiros
Assistente 1: Marcos Di Sena
Assistente 2: José Mariano

 

TUPI

Davi; Felipe (Pedro Henrique), Pedro, João Gustavo e Jordan Kayke; Felga (Lolote), João Marcos (Luiz Fernando) e Rê (Yago); Max, Neném e Patrick

Técnico: Wesley de Assis
Gol: Patrick (aos 33’ do 1ºT)
Cartões Amarelos: João Marcos e Pedro.
Cartões Vermelhos: Não recebeu.

 

GAMA

Marcos; Sales, Jonas, Lucas Silveira e Erick (Mateus); Vitor (Leonardo), Índio (Muriel) e Pedrinho (Ximenes); Daniel, Lila e Breno (Fernando).

Técnico: Léo Roquete
Gol: Lucas Silveira (aos 25’ do 2ºT)
Cartões Amarelos: Pedrinho, Ximenes e Breno.
Cartões Vermelhos: Não recebeu