Time juniores do Gama é campeão do DF e garante vaga no nacional

01/09/2019

O Gama venceu o Real em partida única de final na manhã deste domingo (01) no estádio Mané Garrincha. O placar de 2 a 0 logo no primeiro tempo deu tranquilidade aos garotos gamenses que administraram a segunda etapa até a confirmação do título.

No começo do jogo, logo aos dois minutos, em jogada rápida de contra-ataque, David chutou a bola de fora da área e o goleiro espalmou para frente, o centroavante Brenno não deixou barato e, de cabeça, encobriu o goleiro. Gama 1x0 Real.

Já no final do primeiro tempo veio a redenção alviverde. Restando cinco minutos para o apito de intervalo, David cruzou bola na área, o zagueiro Milani desviou de cabeça e a bola encobriu o goleiro novamente. 

Ainda antes do jogo acabar mas como placar encaminhado, a torcida já contava com a vitória e restando poucos minutos para o apito final começaram os gritos de "é campeão".

Campeonatos nacionais
Além do troféu de campeão e a vaga na Taça São Paulo de Futebol Junior, o título deu direito à disputa da Copa do Brasil sub-20, no próximo ano. Os torneios são os mais importantes em termos de categorias de base no cenário brasileiro.

Homenagem
A partida final foi marcada por homenagens ao ex-analista de desempenho do time, Mateus Silva, que faleceu na última semana. Amigos e familiares do profissional de 23 anos estiveram em grande número no jogo, o time entrou com faixas em homenagem a Mateus e banners com a foto dele vestido com a camisa do Gama foram espalhados pelo Mané Garrincha.

Ao final do jogo, durante a comemoração, os atletas e membros da comissão técnica fizeram um círculo com uma faixa em homenagem ao Mateus no centro. A mãe, Suelia Silva, foi chamada ao círculo. O treinador Léo Roquete afirmou que o título daquela tarde era para o Mateus, e que a mãe estivesse orgulhosa do filho que criou. 

Mãe do ex-analista de desempenho do Gama afirmou que tudo o que estava acontecendo era muito emocionante. "Meu filho amava esse clube, mesmo doente ele sempre falava que precisava ajudar o time dele e que era apaixonado pelo Gama. Agradeço a vocês tudo que fizeram pelo Mateus", disse Suelia.

Coroação
O título foi a cereja do bolo em um longo trabalho. Esta é a segunda temporada que o Gama trabalha com equipes de categorias de base próprias, sem terceirização. O experiente treinador Reinaldo Gueldini chegou para coordenar o projeto, no comando do time foi escolhido o treinador Léo Roquete, profissional especializado em futebol de base na Capital Federal.

De acordo com o treinador, os maiores responsáveis pelo título foram os jogadores. "Agradeço à diretoria que nos deu a liberdade e a oportunidade de trabalhar da forma como achávamos correto, tudo deu certo desde o início. Lá atrás falamos que o mais importante seria colocar o Gama novamente no cenário nacional do futebol de base, conseguimos! Os principais maestros são os jogadores, eles que correram, eles que se dedicaram e compraram nossa ideia. Depois daquela derrota (para o Real no primeiro turno) ficou engasgado. Acho que talvez ele tenham comemorado um pouco demais fora de hora mas o que importa é que conseguimos o título, veio para coroar todo esse trabalho", afirmou Léo Roquete.