GAMA X FORMOSA: De volta ao Bezerrão, valendo vaga e redenção

29/03/2019

O Gama deu show contra o Formosa. Jogando no estádio Diogão, com várias dificuldades – iluminação ruim e chuva forte –, o alviverde venceu os anfitriões por 2 a 0 e estabeleceu uma boa vantagem para o confronto da volta. Neste sábado (30), às 20h, o Gama receberá os goianos no alçapão do Bezerrão e poderá perder por até dois gols de diferença que garantirá a vaga nas semifinais.

 

Mais uma decisão

Pela terceira vez, o estádio Bezerrão será palco de uma decisão em mata-mata entre alviverdes candangos e goianos. Em 2011, o Gama tinha que ganhar do então líder do quadrangular semifinal, o Formosa, para se manter vivo em busca de uma vaga na final. Em um jogo histórico, o alviverde venceu por 5 a 3 e, no jogo seguinte, garantiu a classificação. O Formosa ficou de fora.

Em 2015, as equipes se cruzaram também nas quartas de final. O primeiro jogo acabou em uma derrota sofrida no estádio Diogão. Após sair perdendo na volta, no Bezerrão, o Gama se superou e buscou a virada, com gols de Rodrigo Grahl e Miracema.

 

O começo

A primeira vez em que goianos e candangos se enfrentaram foi no dia 21 de novembro de 1999, em um amistoso. O Formosa havia acabado de ganhar a segunda divisão do Candangão e decidiu convidar o Gama, então na Série A do Brasileiro, para fazer o jogo de entrega de faixas.

Sob um verdadeiro dilúvio no estádio Diogão, o que era para ser festa goiana, se tornou em show de Lindomar. O meia alviverde dominou a partida, marcando os dois gols da vitória gamense – que carimbou a faixa do adversário. No ano seguinte, pelo Candangão, o Gama venceu as duas partidas da primeira fase sobre os goianos.

O alviverde do entorno sempre se mostrou um adversário difícil, ainda mais em seus domínios. Porém, apesar do equilíbrio nas partidas, o alviverde candango mantém uma invencibilidade de quatro anos. A última derrota foi em 2015, pelas quartas de final do Candangão – ano em que o Gama foi campeão.

 

Bom aproveitamento fora de casa

O clima de Formosa, quase sempre um calor escaldante, além do fator casa, sempre foram aspectos que pesaram a favor do rival interiorano, mas, apesar disso, o Gama tem um histórico favorável fora de casa.

Foram 12 partidas entre alviverdes goianos e candangos no estádio Diogão. São oito vitórias do Gama, um empate e apenas três derrotas. Foram 19 gols marcados e 9 sofridos. Já no histórico total do confronto, foram 18 confrontos, com dez vitórias, quatro derrotas e três empates. O Gama marcou por 28 vezes e sofreu 16 gols.

 

Invencível no Bezerrão

Jogando no seu alçapão, o alviverde nunca perdeu um confronto para o rival goiano. Foram apenas cinco confrontos no estádio, com três vitórias e dois empates. Com nove gols marcados e outros cinco sofridos.

A maior diferença de gols aconteceu no Candangão de 2011. Em um jogaço no Bezerrão, pelo quadrangular semifinal, o Gama venceu por 5 a 3. Jogando no Diogão, o alviverde candango tem como maior diferença a vitória por 3 a 1, no Candangão de 2012.

 

TODOS OS CONFRONTOS

Bosque Formosa 0x2 Gama – Amistoso 1999 – Estádio Diogão

Bosque Formosa 1x2 Gama – Candangão 2000 – Estádio Diogão

Gama 1x0 Bosque Formosa – Candangão 2000 – Estádio Bezerrão

Formosa 3x1 Gama – Candangão 2011 – Estádio Diogão

Gama 1x1 Formosa – Candangão 2011 – Estádio Bezerrão

Formosa 1x0 Gama – Candangão 2011 – Estádio Diogão

Gama 5x3 Formosa – Candangão 2011 – Estádio Bezerrão

Gama (3) 0x0 (5) Formosa – Candangão 2012 (Taça João Saldanha) – Estádio Bezerrão

Formosa 1x3 Gama – Candangão 2012 – Estádio Diogão

Gama 1x2 Formosa – Candangão 2014 – Estádio Abadião

Formosa 1x2 Gama – Candangão 2015 – Estádio Diogão

Formosa 1x0 Gama – Candangão 2015 – Estádio Diogão

Gama 2x1 Formosa – Candangão 2015 – Estádio Bezerrão

Formosa 0x2 Gama – Candangão 2016 – Estádio Diogão

Formosa 0x0 Gama – Candangão 2017 – Estádio Diogão

Formosa 0x2 Gama – Candangão 2018 – Estádio Diogão

Formosa 1x2 Gama – Candangão 2019 – Estádio Diogão

Formosa 0x2 Gama – Candangão 2019 – Estádio Diogão

 

ESTATÍSTICAS

JOGOS – 18

VITÓRIAS – 11

DERROTAS – 4

EMPATES – 3

GOLS FEITOS – 28

GOLS SOFRIDOS – 16

 

Por Gabriel Caetano/Fértil Comunicação