Lei do ex a favor do Gama no Clássico Verde-Amarelo

18/03/2019

O atacante Nunes, outrora no Brasiliense, decidiu o clássico de ontem a favor do Gama e se juntou a um seleto grupo de ex-jogadores do arquirrival que passaram para o lado gamense e decidiram um Clássico Verde-Amarelo a favor do alviverde.

O primeiro da lista é um velho conhecido da torcida gamense e talvez um dos maiores ídolos da história do clube: o maestro Lindomar.

O meia, que chegou ao Gama em 1999, fez história com a camisa alviverde antes mesmo do Brasiliense ser fundado, porém, em 2005, vestiu as cores do arquirrival. No ano seguinte, ele voltou ao Gama e, em um clássico no Serejão, válido pela 14ª rodada do Brasileirão Série B, marcou o gol que selou a vitória do Gama na casa do arquirrival. Em contra-ataque, o meia recebeu lançamento, disparou em velocidade, deixou o zagueiro Jairo para trás e mandou para o fundo das redes.

 

Em 2008, foi a vez do zagueiro-artilheiro Pedro Paulo colocar a lei do ex em prática. O defensor havia ficado por dois anos no Brasiliense e decidiu vestir as cores alviverdes. Em jogo válido pela 7ª rodada do Brasileirão Série B, no antigo Mané Garrincha, Pedro Paulo – que tinha um pé calibrado – acertou um chutaço, que ainda contou com um desvio na zaga amarela e morreu no fundo das redes. Foi o gol da vitória alviverde.

 

Pelo Candangão, o primeiro a colocar a Lei do Ex para vigorar a favor do Gama em um clássico foi o meia Kabrine. O jovem revelado nas categorias de base do Brasiliense vestiu a camisa alviverde em 2010 e quando encontrou o arquirrival, não teve piedade. Com um belo chute de fora da área, Kabrine abriu o placar para o alviverde na vitória por 3 a 1 que, na época, deixou o Gama na liderança do Candangão e o Brasiliense na zona de rebaixamento.

 

Ontem, Nunes colocou a Lei do Ex para valer novamente. O atacante havia passado pelo Gama em 2007, sendo um clássico pela Série B o seu último jogo – a partida terminou sem gols. Na volta à Brasília, o jogador vestiu as cores do Brasiliense por dois anos e retornou ao Gama esse ano. No clássico contra o ex clube, foi um dos destaques e marcou de pênalti o gol da vitória.

Nunes também se juntou a Rodriguinho, Vanderlei, Val Baiano, Maia e Ferrugem como jogadores que marcaram gols no Clássico Verde-Amarelo vestindo as duas camisas.

 

Por Gabriel Caetano/Fértil Comunicação