Diretoria do Gama reprime ação de cambistas

14/03/2019

Há muito tempo a diretoria da Sociedade Esportiva do Gama luta contra o crime de cambismo nos jogos ocorridos no Estádio Bezerrão. Dentro deste objetivo, a organização da partida de ontem (13) conseguiu identificar um cambista que foi preso e autuado.

Foi feita uma averiguação da origem dos ingressos encontrados com o cambista. Informamos aos torcedores que não comprem ingressos fora da bilheteria, conforme apurado, os mesmos são falsificados e o torcedor que o comprar não terá acesso às partidas.

O Gama solicitou à Secretaria de Segurança Pública o envio de policiais a paisana para o clássico verde-amarelo do próximo domingo (17), vendedores não-oficiais serão detidos conforme a lei. 

Pedimos aos torcedores que caso vejam algum cambista em qualquer partida do alviverde, que fotografe e envie pelas redes sociais do clube, tomaremos as medidas necessárias para manter a organização e a ordem.

O que diz a lei
De acordo com o Estatuto do Torcedor (Lei 12.299/10), fornecer, desviar ou facilitar a venda de ingressos para venda fora da bilheteria oficial é crime. A punição chega a seis anos de prisão para diretores, jogadores, funcionários, seguranças, membros de torcida organizada ou qualquer pessoa envolvida com a organização da partida.

Fértil Comunicação