Gama sai atrás, mas busca o empate com o Sobradinho fora de casa




No Augustinho Lima, a Sociedade Esportiva o Gama mostrou poder se reação e, mesmo após estar duas vezes atrás do placar, buscou o empate em 2 a 2 contra o Sobradinho. No jogo deste domingo de manhã, os donos da casa saíram na frente com Geovane ainda no primeiro tempo. Na etapa final, Tarta empatou em cobrança de falta. Igor recolocou o Sobradinho em vantagem, mas Jacó empatou novamente para o Gama. Com o resultado, o Maior do DF vai aos 13 pontos, mantendo-se provisoriamente no segundo lugar na classificação do Candangão 2018.

 

O jogo

Se no jogo anterior, o Gama protagonizou um primeiro tempo movimentado, no duelo contra o Sobradinho, iniciado sob o calor das 11h, a primeira etapa foi bem diferente. Isso porque o jogo se mostrou bastante truncado e congestionado no meio campo. Desta forma, as principais ações ofensivas do Alviverde se concentraram nas investidas pelo lado direito, principalmente com o lateral Marcos Douglas. O atleta aproveitou sua vitalidade para buscar jogadas individuais e cruzamentos, que, no entanto, não tiveram sucesso.

Aos 10 minutos, o Gama deu trabalho pela primeira vez ao goleiro do Sobradinho. Após tabelar com Fábio Saci, da entrada da área, Almir Dias bateu rasteiro. A bola foi no meio do gol e o goleiro defendeu.

Apostando na velocidade de jogadores do sistema ofensivo, o Sobradinho dava trabalho ao Gama. Mas foi pelo alto, em que conseguiu abrir o placar. Aos 31, após cobrança de escanteio, a bola achou Geovane na segunda trave, que só completou de cabeça para o gol. Sobradinho 1 a 0.

A resposta do Gama veio em seguida, com dois chutes que passaram por cima do gol, primeiro com Marcos Douglas e depois com Wagner Balotelli.

Até que, aos 41, após reposição de bola rápida de seu goleiro, Mirandinha ganhou na velocidade e foi derrubado na área por Léo: pênalti para o Sobradinho. Na cobrança, o próprio Léo se redimiu e defendeu o chute de Everton.

Na segunda etapa, o Gama voltou com uma postura mais ofensiva e como resultado da mudança, conseguiu o empate. Aos 8 minutos, Almir Dias sofreu falta na entrada da área. Na cobrança, Tarta chutou forte. A bola passou pela barreira e pelo goleiro, que ainda espalmou, mas não evitou o gol: 1 a 1.

 

 

Quando a virada parecia questão de tempo, o Sobradinho marcou o segundo e novamente na jogada aérea. Aos 15, em cobrança de falta, a bola foi cruzada na área e o zagueiro Igor, na segunda trave, cabeceou para o gol: 2 a 1 Sobradinho.

A vantagem durou pouco e o Alviverde arrancou o segundo empate da partida seguindo a mesma receita do adversário. Aos 21, em cobrança de falta, a bola foi cruzada em direção ao gol. No meio do caminho, Jacó desviou de cabeça e mandou para as redes: 2 a 2.

 

 

Após o empate, o Gama passou a dominar a partida e exerceu forte pressão em busca da vitória e que, por pouco, não veio. Na melhor chance, aos 35, o Alviverde teve três oportunidades de marcar no mesmo lance. Após troca de passes na área, Gleissinho buscou o chute, mas foi travado pela marcação. Na sobra, a bola ficou com Dener, que serviu novamente Gleissinho. Ele outra vez chutou e o goleiro espalmou. No rebote, Dener tentou de voleio, mas o arqueiro, à queima roupa, defendeu novamente.

Apesar na pressão no fim, o gol não saiu e Gama teve que se contentar com o empate no Augustinho Lima: Sobradinho 2 x 2 Gama

Autor do segundo gol alviverde, o zagueiro Jacó analisou o desenrolar da partida. “Foi um jogo bem corrido, em que erramos nas bolas paradas, enquanto que eles foram felizes. Já sabíamos das bolas paradas deles, que tinham jogadas ensaiadas. Mas acho que faltou atenção. Ainda assim, não faltou força, esforço, nem vontade para correr atrás do resultado. Viemos dispostos a conquistar os três pontos, mas se não fosse possível, que saísse com um”.

Já o técnico Ricardo Antônio enalteceu o ponto obtido, com a ressalva do horário do jogo e do pouco tempo de descanso entre esta e a última partida e ainda observou a chance dada para mais jogadores do elenco “Realmente um jogo difícil. Um adversário que não à toa está na liderança. E ainda nos seus domínios. O importante é que fizemos uma boa partida. Fizemos várias mudanças na equipe, em que pudemos avaliar jogadores do elenco, os quais não tive oportunidade de vê-los jogando”, relatou.

 

 

Ricardo também refletiu sobre o desempenho da equipe nos últimos jogos. “Estamos errando e, por isso, estamos sofrendo os gols. Assim como também estamos fazendo. Temos que corrigir as falhas que estamos tendo para que os adversários não façam os gols. No jogo passado, saímos com o resulto adverso e conseguimos a vitória. E hoje, ela esteve em nossas mãos. Tivemos boas oportunidades de virar o placar, mas não o fizemos”, concluiu.

O zagueiro e o técnico também projetaram as dificuldades da próxima partida, diante do Paracatu, fora de casa, no próximo sábado (24). “Todos os jogos têm sido difíceis. A equipe deles (Paracatu) tem o artilheiro do campeonato (Paulo Renê), então não podemos errar como erramos aqui e temos que entrar com o mesmo pensamento, que são os três pontos para nos manter no topo da tabela e assim termos vantagem no mata-mata”, disse o zagueiro Jacó.  “É um adversário perigoso e que também vamos enfrentá-los em seus domínios, jogar lá (em Paracatu) é difícil. É um campo diferente daqueles que estamos acostumados a jogar, tem a torcida que os apoia. Mas vamos para lá com o mesmo ímpeto de todas as partidas, pois temos que buscar a vitória”, pontuou o comandante alviverde, Ricardo Antônio.

Outro destaque da equipe é o meia Tarta. Após se destacar pelas assistências, ele está feliz por marcar seu primeiro gol no Candangão 2018. O atleta analisou seu desempenho na competição. “No meu ponto de vista, ainda tenho muito a melhorar. Ainda não me contento com minhas atuações. Mas é treinar durante a semana, firme e forte, para dar muita alegria a essa torcida”.

Na próxima rodada, a 8ª rodada do Candangão 2018, o alviverde vai até o estádio Frei Norberto, em Paracatu, onde encara os donos da casa. O jogo será no próximo sábado (24), às 16h.

 

FICHA TÉCNICA

Campeonato Candango – 7ª Rodada

Domingo, 18/02/2018 – 11h - Estádio Augustinho Lima, Sobradinho

Sobradinho 2 X 2 Gama

Gols: Gama – Tarta (8’ 2T), Jacó (21’ 2T); Sobradinho – Geovane (31’ 1T) e Igor (15’ 2T)

Público pagante: 841

Renda: R$ 8.410,00

 

Escalações:

Sobradinho: Leo; Luan, Igor, Rambo, Dionatan; Lucas Teixeira, Everton, Geovane, João Manoel; Mirandinha e Patrick. Técnico: Victor Santana

Gama: Léo; Marcos Douglas, Felipe Marcelino, Jacó, Sami; Filipe Werley, Wagner Balotelli, Tarta, Almir Dias (David Dener); Fernandinho (Fábio Gama) e Fábio Saci (Gleissinho). Técnico: Ricardo Antônio.

Assessoria de Comunicação
Sociedade Esportiva do Gama